Como Aumentar Seus Níveis De Energia Para Treinar Melhor

Como tudo na vida, as atividades que envolvem esforço físico também estão sujeitas a apresentarem períodos de pouca produtividade.

ganhar_músculoNós podemos pensar em exemplos com jogadores de futebol, nadadores, ciclistas, corredores, enfim, todos os tipos de atletas.

Quem está em processo de perda de peso ou de ganho de massa muscular, por exemplo, e atravessa uma rotina de treinos na academia, também está realizando atividades que envolvem o esforço físico e, consequentemente, está sujeito a essas “más fases” como todos.

É comum que aconteça de, um dia, o atleta chegar à academia e pegar muito peso, ter um treino muito produtivo sem sequer sentir, mas, no dia seguinte, ser pego pela total falta de disposição, não render nada e ainda ter vontade de ir embora por estar sendo tão improdutivo nas atividades. Isso acontece por diversas razões.

Aqui apresentamos não apenas as possíveis origens do problema, mas também as soluções para corrigi-las. No entanto, é preciso que você seja honesto ao se auto avaliar para que, assim, possa identificar tudo aquilo que vem lhe atrapalhando e aplicar as dicas para melhorar seu desempenho e se manter sempre na boa fase.

Dieta

A dieta é fundamental para o bom desempenho na academia. Se estamos falando de desempenho, principalmente em algo que exige esforço físico, estamos automaticamente tratando de energia.

Em um treino, o corpo precisará realizar atividades que exigem realmente muita energia – mais que isso, provavelmente, um treino submeterá o corpo à sessão de maior gasto de energia de todo o dia.

E, se ele precisará gastar, precisará, primeiramente, ter. http://www.esforcomaximo.com Não é nenhum segredo que a principal fonte de energia de nosso corpo vem da alimentação, por isso ela é tão fundamental para o desempenho na academia que deveria ser automaticamente considerada parte do treino.

Quando falamos sobre alimentação, devemos levar em conta todas as refeições do dia. Porém, com certeza, as refeições pré e pós-treinamento têm importância ainda maior para essa função.

Caso sua dificuldade esteja vindo da alimentação inadequada, aposte em carboidratos complexos e de médio/baixo índice glicêmico e preferencialmente sem muitas fibras antes de seu treino, além de baixo ou, o que é melhor, nenhum teor de gordura e uma fonte de proteínas de alto valor biológico.

comer_para_o_músculoLembre-se que esta deve ser a refeição mais calórica do dia, mas ainda deve obedecer às distribuições diárias de nutrientes. Faça essa refeição cerca de 60 minutos antes de seu treino.

Um shake com carboidratos simples e proteína hidrolisada também pode ser uma grande ajuda.

Mas, nesse caso, ingira-o cerca de 15 minutos antes das atividades.

Tendo mais cuidado com a alimentação, ingerindo os alimentos e as quantidades certas, nos momentos mais adequados, seu corpo poderá contar com a energia que precisará dispor durante uma sessão na academia e a sua produtividade poderá aumentar muito.

Não se esqueça de cuidar também da dieta pós-treino. Nesse momento, também é recomendável o consumo de proteínas hidrolisadas com carboidratos de alto índice glicêmico acompanhado de creatina.

Descanso dos músculos

Os resultados de um treino podem até ter sua origem no treino propriamente dito, porém não é durante as sessões na academia que eles irão aparecer. Tão importante quanto os exercícios é o descanso.

É nesse momento que ocorrem a recuperação muscular, a síntese das mio fibrilas musculares e de glicogênio e até mesmo a recuperação de articulações e tendões. Não há, portanto, nenhuma dúvida de que o descanso seja não apenas fundamental como também tão importante quando o treino em si.

Não dar o devido descanso ao músculo e treiná-lo diversas vezes em curtos espaços de tempo vai acabar desgastando-o e pode, inclusive, ser prejudicial.

A fadiga que você enfrenta pode vir do fato de estar colocando a quantidade à frente da qualidade, o que não funciona bem assim nesse caso. Portanto, dê atenção ao descanso após uma ida à academia e tente não sobrecarregar o mesmo músculo.

Periodização

Fazer apenas um tipo de treinamento faz com que o corpo se adapte ao estímulo muito facilmente e passe a não responder mais de maneira tão eficaz ou mesmo nem responder mais.

Variar, nesse caso, é algo muito positivo porque garantirá que o corpo sempre esteja submetido a novos estímulos e seja trabalhado de maneiras diversas, evitando a fadiga por rotina e, consequentemente, aquela “má fase” de improdutividade.

Existem treinos de 5X5, FST-7, Max-OT… Enfim, as possibilidades são muitas. O atleta que usa todas elas a seu favor pode ter resultados muito melhores.

Estimulantes_para_o_músculoEstimulantes

Não é que não tomar estimulante seja um erro que você esteja cometendo… Mas, ainda assim, essa pode ser uma solução para o problema de improdutividade na academia.

Estimulantes proporcionam ânimo, foco e disposição e são capazes de alterar um dia inteiro de preguiça em um piscar de olhos.

É muito importante ressaltar, no entanto, que essas substâncias devem ser utilizadas com muito cuidado e bom senso, pois são extremamente perigosas, principalmente para o sistema cardiovascular e, inclusive, podem levar a óbito em casos extremos.

Dê preferência ao café, pois ele é o estimulante mais comum e inofensivo, além de ser o mais bem aprovado pela ISSN.

Descanso da mente

A mente tem uma capacidade, que muitas vezes subestimamos, de influenciar diversos aspectos na nossa vida. O cansaço mental pode atrapalhar muitas coisas, inclusive um treino na academia.

Claro que as atividades físicas são ótimas para aliviar estresse e até mesmo ajudar a mente de muitas maneiras, mas treinar cansado pode causar ainda mais estresse, além de cansar também o corpo – o que acaba sendo até perigoso, já que você fica mais sujeito a acidentes e lesões.

Estar com a mente cansada pode ser um motivo de improdutividade. Por isso, aposte sempre em boas horas de sono e momentos de relaxamento mais suaves – com músicas, amigos e algum hobby de sua preferência.

Por fim, apesar de diversos aspectos terem a capacidade de interferir um treinamento, tomar os devidos cuidados e levar em conta a individualidade biológica pode fazer com que esses problemas sejam driblados e, assim, você obtenha mais conquistas no processo de ganho muscular ou perda de gordura.